Alerta: Febre Amarela circulando na Região.

Alerta: Febre Amarela circulando na Região.

Olá caros amigos, bom dia a todos.

Hoje escrevo este post para falar de um assunto muito importante e sério. Como se não bastasse Zica, Dengue e Chikungunya, agora a nossa região começou a dar sinais, de que devemos redobrar os cuidados e intensificar a prevenção contra os mosquitos.

Não sei se todos sabem, mas a nossa região apresentou o primeiro caso de febre amarela em outubro do Ano Passado (2016), quando um macaco foi encontrado morto no Centro de Ribeirão Preto. Até ali não haviam registros de infecção em Humanos. Meses depois, chegou a confirmação pela Secretaria Municipal de Saúde, de que outro macaco foi encontrado morto pelo mesmo motivo e também um Homem de 52 anos, morto no final de Dezembro de 2016.

Na Região de São José do Rio Preto, também teve 1 caso, em que um operário de 38 anos, morreu pela mesma doença em Bady Bassit.

Segundo o Infectologista, Benedito Antônio Lopes da Fonseca, que falou ao G1 em entrevista: “ A gente tem febre amarela circulando na cidade de Ribeirão Preto e na Região. Isso é importante. Já pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial da Saúde, a cidade de Ribeirão Preto é uma área que tem que ser vacinada compulsoriamente”.

A Febre Amarela é transmitida para humanos pelo mesmo vetor da Zika e da Dengue, que neste ano de 2016, apresentou mais de 35 mil casos. A febre amarela é uma doença que pode matar! No Brasil, não havia transmissões em seres humanos nas cidades, desde 1943, mas este ano a doença virou epidemia e causou mortes em países como Angola e Congo.

Essas confirmações, reforçam o alerta de que todos nós, moradores da cidade e da Região, precisam estar vacinados e atentos. É importante estar em dia com a Vacinação, uso de repelentes, telar as casas, e também ajudar no controle da proliferação desses mosquitos. Com esse tempo chuvoso e seco, a proliferação dos mosquitos pode aumentar, e consequentemente as chances de transmissão. Mas o risco de uma epidemia é minima.

Outro fator importante para este caso é: O município pede à toda a população que notifiquem à divisão de Vigilância Ambiental em Saúde, eventuais mortes de macacos. Se souberem de qualquer caso, podem estar informando ao telefone (16) 3628-2015 e 3626-6596.

Vamos procurar fazer a nossa parte! Se cuidem pessoal… Segue abaixo mais informações sobre a Febre Amarela.

O que é?

A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um vírus transmitido por vetores artrópodes, que possui dois ciclos epidemiológicos distintos de transmissão: silvestre e urbano. Reveste-se da maior importância epidemiológica por sua gravidade clínica e elevado potencial de disseminação em áreas urbanas infestadas por Aedes aegypti.

Febre amarela é uma doença viral aguda. Na maior parte dos casos, os sintomas incluem febre, calafrios, perda de apetite, náuseas, dores de cabeça e dores musculares, principalmente nas costas.  Os sintomas geralmente melhoram ao fim de cinco dias. Em algumas pessoas, no prazo de um dia após os sintomas melhorarem, a febre regressa juntamente com dores abdominais e as lesões nofígado provocam icterícia. Quando isto ocorre, aumenta o risco deinsuficiência Renal.

A doença é causada pelo vírus da febre amarela e é transmitida pela picada de um mosquito fêmea infetado.  A febre amarela infeta apenas seres humanos, outros primatas e várias espécies de mosquitos. Nas cidades é transmitida principalmente por mosquitos da espécie Aedes Aegypti. O vírus é um vírus ARN do género Flavivirus. Pode ser difícil distinguir a febre amarela de outras doenças, principalmente nos estádios iniciais. Para confirmar um caso suspeito é necessário analisar o sangue através de reação em cadeia da polimerase.

Orientações quanto à vacinação contra a febre amarela

A vacinação contra a febre amarela é recomendada para uma grande área do Brasil onde a transmissão é considerada possível, principalmente para indivíduos não vacinados e que se expõem em áreas de mata, onde o vírus ocorre naturalmente. A vacina está recomendada nas ações de rotina dos programas de imunizações (Calendário Nacional de Vacinação), e deve ser aplicada em residentes da Área Com Recomendação de Vacina (ACRV)  e em viajantes que se deslocam para essa área.

Veja Mais em : http://portalsaude.saude.gov.br

Fonte: G1 / Portal Saúde /

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s