RIBEIRÃO PRETO REGISTRA 499 ACIDENTES COM ESCORPIÕES DE JANEIRO A MAIO DESTE ANO.

Um levantamento feito pela Divisão de Vigilância Ambiental aponta crescimento no número de pessoas picadas por escorpiões, em Ribeirão Preto (SP). Em 2017, a Secretaria Municipal de Saúde registrou 150 acidentes; o número subiu para 814, em 2018. Os casos já chegam a 499 de janeiro a maio deste ano, o que preocupa as autoridades.

CUIDADOS PARA EVITAR AS PICADAS DE MOSQUITOS DENTRO DO LAR

Os mosquitos são insetos capazes de tirar a paz de qualquer pessoa. Isso porque eles são uma ameaça à saúde. Embora algumas picadas sejam inofensivas, e causem apenas coceira e uma leve vermelhidão, outras podem transmitir doenças graves, como é o caso da picada do Aedes aegypti. Por isso, o combate aos criadouros e alguns cuidados em casa são indispensáveis.

GRÁVIDAS DEVEM REDOBRAR OS CUIDADOS CONTRA O MOSQUITO DA DENGUE

Aumento dos casos de microcefalia relacionada ao zika vírus em bebês preocupa as gestantes, que precisam adotar algumas medidas de proteção.
As medidas para prevenir as picadas do mosquito Aedes aegypti precisam ser reforçadas. Por isso, as gestantes devem manter portas e janelas fechadas ou teladas, usar calça e camisa de mangas compridas e repelentes indicadas para o período da gestação.

Ribeirão Preto é a segunda cidade do estado com mais casos de dengue desde 2009

Ribeirão Preto é a segunda cidade do Estado de São Paulo com a maior quantidade de pessoas infectadas pelo vírus da dengue. No acumulado de 2019, são 5.655 pessoas infectadas pelo vírus. O número é 30 vezes maior que o registrado de janeiro a maio de 2018, 187 casos. Segundo O Boletim Epidemiológico do Departamento de Vigilância em Saúde e Planejamento, da Secretaria Municipal da Saúde do município.

Ribeirão Preto registra 499 acidentes com escorpiões de janeiro a maio deste ano, diz Saúde. VEJA COMO SE PREVENIR.

Um levantamento feito pela Divisão de Vigilância Ambiental aponta crescimento no número de pessoas picadas por escorpiões, em Ribeirão Preto (SP). Em 2017, a Secretaria Municipal de Saúde registrou 150 acidentes; o número subiu para 814, em 2018. Os casos já chegam a 499 de janeiro a maio deste ano (2019), o que preocupa as autoridades.